sexta-feira, 30 de maio de 2014

Dinheiro Sujo



A Casa da Moeda do Brasil, fundada em 8 de março de 1694, em Salvador, pelos governantes portugueses, é desde então a responsável pela fabricação do nosso dinheiro, imprimindo cédulas, moedas, passaportes e selos fiscais.

Inúmeros utensílios já foram usados como dinheiro em diversos momentos da história, para compra e pagamentos de serviços, como presas de javali, contas de vidros, ovos, pena de avestruz, pele de animais, prego, mandíbulas de porco, anzóis, arroz, sal, escravo, marfim, conchas e até crânios humanos.

Com o tempo surgiu a necessidade de utilização de materiais resistentes, iniciando-se o uso de metais, como ouro, prata, bronze e cobre.

As primeiras moedas de metal surgiram aos 700 anos “a.C” na Grécia. O papel moeda apareceu alguns séculos depois.

A Casa da Moeda Brasileira fica no estado do Rio de Janeiro, ali sendo impresso o dinheiro. O papel é produzido pela Indústria Papel Salto, que fica na cidade de Salto, de lá saindo com marca d’água e fio de segurança, após, recebendo as imagens que serão impressas.

O dinheiro hoje é uma questão estipulada em moedas ou notas de papel, cédulas, que nós usamos para compra e pagamentos os mais diversos. Cada país decide que tipo de dinheiro vai usar. No Brasil a unidade básica é o Real.

O dinheiro sai da Casa da Moeda, entrando em circulação, muito limpo. Mas à medida que vai passando de mão em mão recebe uma grande quantidade de microorganismos de quem o manipula. É bom ficar atento, pois podemos nos contaminar, principalmente pelas notas mais velhas, sujas ou coladas por fitas adesivas.

As cédulas são contaminadas, muitas vezes por pessoas que tocam nos alimentos e no dinheiro ao mesmo tempo, em bares, padarias e açougues. Ou o dinheiro cai em solo contaminado por fezes ou esgoto, imediatamente se contaminando.

Um estudo da PUC do Paraná, em 200 cédulas de real em circulação na cidade de Curitiba, revelou que até 73,5% apresentaram contaminação por bactérias, algumas podendo provocar infecções intestinais e outras até pneumonia. As notas que mais apresentaram o problema foram as de R$ 1 e de R$ 5, pelo manuseio intenso delas.

O dinheiro é nosso companheiro inseparável, mas é uma grande fonte de contaminação. Durante 1 ano, a bióloga Fernanda Ribeiro, coletou 200 cédulas, sendo 50 de cada valor, R$ 1, R$ 5, R$ 10, R$ 50. Nas de menor valor, novamente presença de bactérias diferentes.

Estudo conduzido por cientistas de Oxford, Inglaterra, concluiu que as notas de bancos europeus, contém em media, mais de 26 mil bactérias. A professora Ivone Maria, orientadora da pesquisa na PUC do Paraná, afirma “O dinheiro é manipulado por praticamente todas as pessoas no dia-a-dia e nos mais diversos lugares, alguns extremamente delicados, como hospitais”.

Outra pesquisa nos Estados Unidos apontou que 90% das notas do dinheiro que circulam no país em grandes centros, contém traços de cocaína. Em Washington a porcentagem foi para 95%. No Brasil, em grandes metrópoles, de 10 cédulas, 8 continham traços de cocaína.

Dinheiro é muito bom, sempre muito bem vindo, mas também faz mal a saúde. Dinheiro na mão é risco de infecção. Evite pegá-lo ao máximo para evitar a contaminação. O recomendável é lavar as mãos com água e sabão, após tocar cédulas e moedas.

Mais há outro dinheiro, mais sujo ainda, dinheiro repugnante, obtido através do cancro da corrupção. Originário das grandes negociatas, enfraquecendo as mais variadas áreas sociais, como educação, saúde, habitação, saneamento, infraestrutura e muitos outros.

Suas cédulas são imagem da fome, falta de medicamentos, policias desassistidas, professores ganhando mal, contrabando de armas, mercado da venda de drogas e infinitos males. Se aplicado em favor da população, poderia amenizar a nossa triste situação. Isto se os administradores, especialmente os políticos, fossem operadores que não facilitassem, não incentivassem, a dissimulação de sua origem ilícita.

A expressão “dinheiro sujo” aparece pela primeira vez no jornal inglês “Guardian”, e populariza-se nos anos 70.

Mas esse dinheiro sujo é “lavado”, através das já muito conhecidas “lavanderias de dinheiro”. A origem lendária desta expressão remonta a Al Capone, que em Chicago, para fazer depósitos de dinheiro sujo em suas contas, resultado do comércio de vendas de bebidas alcoólicas, na época da lei seca e outras atividades criminosas, como exploração da prostituição, jogo e extorsão, comprou uma cadeia de lavanderias, que dava lucros imensos, incalculáveis, mas somente nos documentos contábeis. O dinheiro ilícito estava então lavado, branquiado. A maneira mais comum é por meio de empresas falsas, de fachadas, montadas por criminosos que acusam êxito empresarial e altos rendimentos.

Na camuflagem a origem, o nascimento do “dinheiro sujo”. Inicia nas licitações fraudulentas, superfaturamento, desvios, tráfico de drogas, prostituição, mercado de armas e outros.

O dinheiro corre uma longa viagem para ser “lavado”, caminha por varias operações financeiras, com trânsito pelo paraísos fiscais e trocas de donos várias vezes, para dificultar o rastreamento, retornando sempre por “laranjas”. Pessoas que servem com intermediárias, recebendo pagamentos vindos de bancos e empresas internacionais, passando a ter aparência de legal. Nós estamos cansados de ouvir essas notícias referentes aos doleiros, sempre disponíveis para este crime, como ocorre atualmente com um laboratório fantasma e envolvimento de pessoas importantes na política brasileira.

Mas a situação melhora. A imprensa cada vez mais investigativa municia a Policia Federal, Ministério Público, Defensoria Pública, corregedorias. Estes e muitos outros órgãos, com realce para liberdade e coragem da população em fazer denuncias, estão se aperfeiçoando para levar muitos “tubarões” às barras da justiça.

Nossos votos são de que a imprensa brasileira continue cada vez mais apoiada na pratica do jornalismo investigativo, que tem possibilitado abertura de inúmeros procedimentos, conduzindo os casos à Polícia Federal, ministério publico e judiciário, para o justo acerto de contas, com muitas “casas caindo”. Esperamos que muitas “lavagem de dinheiro”, ainda escondidas, sejam reveladas, em favor de um pais mais justo e honesto.”

Barbosa Nunes, advogado, ex-radialista, membro da AGI, delegado de polícia aposentado, professor e maçom do Grande Oriente do Brasil -barbosanunes@terra.com.br.

Armadura de novos Cavaleiros Templários



Dia 15/05/2014 (5ªf) às 19:30h no PRECEPTÓRIO VISCONDE  DE MAUÁ Nº 35 do Grande Priorado do Brasil, das Ordens Unidas Religiosas, Militares e Maçônicas do Templo e de São João de Jerusalém, Palestina, Rodes, Malta, na Capela, sita à Av. Ricardo Medina Filho, Nº. 577, no Templo Barão de Mauá  – CEP 05057-100, Lapa – São Paulo – SP, Sessão de Armadura de novos templários:- Osvaldo Luis Zago, Paulo Fagundes de Lima, Domenico Roberto Monello, Eduardo Takatu, Hugo Dantas da Silva, José Luiz Ricea, Luicano Narciso Sanches, tendo como Wagner Veneziani Costa - GCT Eminentíssimo e Supremo Grão-Mestre,  Saulo Ortega Trevisan - GCT M.A.D.E. Grande Senescal e E. Preceptor Cav. Egisto Francisco Rígoli e OFICIAIS Preceptor Imediato João Vicente de Assunção, Capelão Roberto Expedito Casemiro, Capelão Adjunto Raphael Nassim Behar, 1º Guardião Hermínio Ezenbaum, 2º Guardião Paulo Reis de Souza, Tesoureiro Pedro Rodrigues Bueno Junior, Tesoureiro Adjunto Paulo José Carvalheiro, Escrivão ou Registrador Antônio de Oliveira Campos, Marechal Gerson Magdaleno, 1º Marechal Adjunto Robson da Silva Rezende, 2º Marechal Adjunto Marcelo Januzzi dos Santos, Esmoler Carlos Alberto de Bessa Gonçalves, 1º Arauto José Carlos Eiras, 2º Arauto Benedito Corrêa de Araújo, 1ºPortaEstandarte Nelson Carlucci, 2º Porta Estandarte Fábio Cerullo, Capitão da Guarda Rodolpho Freire, Organista Matheus Marcondes Neto, Guarda Cláudio Makarovsky, sendo os PETICIONÀRIOS Agripino Bonani Filho   José Barboza, Aldo Buitoni    José Cherington Neves Boarin, André Trifílio,  José Moretzsohn de Castro, Alfério Di Giaimo Neto,  José Rosa de Souza Neto, Alfredo Luiz Kugelmas,  José Roque Indini, Benedito Corrêa Araújo, Luís Emílio Covre, Benedito Lafuente Matinez, Márcio Bontempo, Carlos Bartasevicius,  Marcos Prado Vilela, Celso Luiz Peixoto Corrêa,  Mário dos Santos Barroco, Cláudio Roque  Buono Ferreira, Mário Sérgio Nunes da Costa (ex- GCT Eminentíssimo e Supremo Grão-Mestre), Elcio José de Cássia Fernandes,   Moisés Florêncio da Silva, Eleazar Hepner,   Newton Teixeira Prado, Humberto Yutaka Kagohara, Pedro Américo Souza Alves, Jair Felício, Pedro Dimitrov, Jayme Alvarenga Filho, Riccardo Trecco, João Vicente de Assunção,   Ronaldo Teixeira Pinto †,  Walter Matteucci Filho, presentes Manoel O. Leite (ex- GCT Eminentíssimo e Supremo Grão-Mestre), GCT Fernando Colacioppo.
Fonte: www.redecolmeia.com.br

domingo, 25 de maio de 2014

Como ser iniciado na Maçonaria?



Para entrar na maçonaria é preciso ser convidado por um amigo que realmente te conheça. Convites feitos por e-mail, Facebook ou qualquer outro meio, por pessoas que não te conhecem de verdade, é golpe! São pessoas querendo apenas criar Lojas irregulares e enriquecerem ás suas custas. Tomem cuidado!

Para ser iniciado na Maçonaria é preciso ser convidado por um maçom que tenha, no mínimo, Grau 3 (Mestre Maçom). Antes de fazer o convite, os irmãos observam as relações familiares e profissionais do possível candidato e analisam sua conduta. O que interessa é se a pessoa tem um patrimônio moral e não patrimônio material.

Os integrantes devem estar disponíveis para ajudar um irmão quando forem convocados, mas temos ética para ajudar os irmãos. Nunca se admite que, para ajudar, você prejudique outra pessoa. A idade mínima para ser convidado é 18 anos, para filhos de maçons que já participam de grupos de jovens ligados à instituição, e 21 anos para outros homens. Mas como eu disse, andam fazendo convites virtuais e minha filha de 13 anos recebeu um convite pelo Facebook essa semana (convite enviado da França). Além da conduta honesta, o pré-requisito para ser maçom é acreditar em um Ser Superior e Criador, chamado pela fraternidade de Grande Arquiteto do Universo. Todas as crenças e religiões são respeitadas.

Se receberem convites para serem maçons de pessoas que não te conheçam pessoalmente, denunciem como spam. Quaisquer dúvidas procurem um maçom de verdade.

Fonte: Ir. Luciano Lucas

quarta-feira, 21 de maio de 2014

Quadrilha usa o nome da Maçonaria para aplicar golpe de R$ 4 milhões



Grupo atuava em Curitiba e Região Metropolitana, segundo a Polícia Civil.
Investigação identificou, no mínimo, 20 vítimas; chefe do grupo já foi preso.


Mandados de busca e apreensão e de prisão são cumprindo nesta quarta-feira (21) pela Polícia Civil do Paraná para desarticular uma quadrilha que utilizava irregularmente o nome da Maçonaria para aplicar golpes em Curitiba e em Campo Largo, na Região Metropolitana. Os suspeitos, de acordo com a polícia, angariaram cerca de R$ 4 milhões, com a promessa de que os contribuintes teriam retorno financeiro. A quadrilha mantinha a Grande Loja Mista do Rito Memphis-Misraim, um luxuoso templo em forma de  castelo, em Campo Largo, como a suposta  sede da Maçonaria. 

O grupo também utilizava programa televisivo e também uma página na internet para conquistar novos participantes. Já foram identificadas 20 vítimas, mas a polícia acredita que mais pessoas tenham sido
enganadas.

Com o nome de Castelo de Areia, a operação é fruto de dois meses de investigação. Segundo o delegado chefe da Delegacia de Estelionato e Desvio de Cargas de Curitiba, Marcelo Lemos de Oliveira, o golpe era aplicada há anos. “Eles montaram uma maçonaria, mas era tudo golpe para atrair pessoas e angariar dinheiro com as adesões. As pessoas faziam adesão e começavam a contribuir com determinado valor”, explicou o delegado, que preferiu não dar detalhes sobre a investigação enquanto os mandados são cumpridos.

 A Maçonaria não convida ninguém via site para participar da ordem, entretanto, no site utilizado pelos suspeitos, existe um espaço para os interessados preencherem uma ficha.

Também há divulgação de um conta bancária para doações.

Segundo a polícia, o grupo criminoso era bem articulado, com a divisão clara de funções. Prova disso, complementou o delegado, é que foram expedidos mandados de prisão preventiva. O homem apontado como o chefe da quadrilha e a esposa dele já foram presos. Ele tem antecedentes criminais por estelionato e por apropriação indébita.

O número exato de lesados só será conhecido após a análise de todo o material que está sendo apreendido por meio dos mandados. A polícia orienta que as pessoas que suspeitam terem sido vítimas, procurem a Delegacia de Estelionato e Desvio de Cargas.

Serviço
Delegacia de Estelionaro e Desvio de Cargas
Telefone: (41) 3261-6600
Enderenço: Rua Professora Antonia Reginato Vianna, 1177, Capão da Imbuia - Curitiba.

terça-feira, 20 de maio de 2014

PALESTRA APRESENTOU O ARCO REAL PARA OS MESTRES MAÇONS DO GOB-RS.

Foi realizada no dia 17 de maio de 2014 a palestra “Apresentando o Arco Real e o Supremo Grande Capítulo dos Maçons do Arco Real do Brasil”. O palestrante foi o Ir. Gerson Magdaleno, que veio especialmente de São Paulo para realizar esta atividade. Em nosso país o Arco Real vem se desenvolvendo através do processo de implantação das Ordens de Aperfeiçoamento Maçônico conduzido pelo Grande Oriente do Brasil com apoio das Ordens Inglesas amalgamadas em torno da UGLE – United Grand Lodge of England.

O Ir. Magdaleno mora em São Paulo, é odontólogo, casado, com 3 filhos e foi iniciado em 19 de Julho de 1999 na ARLS Livres Pensadores 2304, mestre instalado e na sua intensa atividade maçônica possui entre outras as seguintes qualificações: Grau 33 – Grande Inspetor – Supremo Conselho do Brasil do Grau 33 para o R.E.A.A., Grau 9 – Grande Inspetor – Supremo Conselho Filosófico do Rito Moderno do Brasil, Grau 6 – Cavaleiro Benfeitor da Cidade Santa – Grande Priorado do Brasil do Regime Escocês Retificado, Past Venerável Mestre da Marca, Past Venerável Comandante de Nauta da Arca Real, Past Primeiro Principal do Arco Real, Past Preceptor Cavaleiro Templário, Past Prior Cavaleiro de Malta.

O evento ocorreu no Templo Mario Salomão Sada, na Travessa Comendador Batista 67, 4º andar, Cidade Baixa. É foi promovido pela ARLS Fraternidade, Verdade e Ajuda nº3143 com apoio do GOB-RS.

segunda-feira, 19 de maio de 2014

A Loja Anthony Sayer comemora 27 anos de fundação

 


A Augusta e Respeitável Loja Simbólica Anthony Sayer nº 2.496 comemorou seus 27 anos de fundação realizando, no dia 13 de maio de 2014, Jantar Festivo conforme tradição do Rito de York.

Sob a presidência do Venerável Mestre, Irmão Marco Antônio Cabral do Santos, a cerimônia contou com a presença de autoridades maçônicas, Veneráveis de Lojas da jurisdição e membros de outras Oficinas. Também foi recepcionada na oportunidade uma equipe de quatro policiais militares do Distrito Federal, sendo um deles o Irmão Yuri Santiago Brandão Blanco, Mestre Maçom, ex-membro da Loja Fraternidade de Samambaia.

O Poderoso Irmão Lucas Francisco Galdeano, Grão-Mestre Distrital Adjunto, representou o Eminente Irmão Jafé Torres, Grão-Mestre do Grande Oriente do Distrito Federal, e em seu pronunciamento parabenizou a Loja Anthony Sayer pela efeméride, destacou a importância da Augusta Oficina no âmbito da jurisdição e fez referência à Polícia Militar do Distrito Federal, que neste ano comemora seus 205 anos de existência.

Também representou a Obediência Distrital o Poderoso Irmão Reginaldo Gusmão de Albuquerque, Secretário da Guarda dos Selos.

Todos os Obreiros demonstraram sua satisfação com a data festiva e destacaram-se os pronunciamentos sobre a evolução da Loja Anthony Sayer desde sua fundação.

O Grande Oriente do Distrito Federal sente-se honrado em contar na sua jurisdição com a Loja Anthony Sayer em seus 27 anos de existência e parabeniza todos os seus Obreiros.

fonte: http://www.godf.org.br/noticia.asp?indice=888

quarta-feira, 14 de maio de 2014

Fundada nova Loja Maçônica do GOB-GO



Com muita harmonia, concórdia e união, Irmãos pertencentes a várias Lojas Maçônicas do Grande Oriente do Brasil-Goiás, e presentes os diversos ritos praticados pelo GOB, fundaram na tarde do sábado dia 10.05.2014 a mais nova Loja Maçônica do Estado de Goiás.

A Loja que ora ergue suas Colunas irá chamar-se Loja Maçônica Mensageiros da Luz Celestial e terá seu funcionamento no Oriente de Aparecida de Goiânia.

 O Rito adotado será o Adonhiramita, também conhecido como Rito do Amor.

Rogamos ao Grande Arquiteto do Universo que ilumine essa Oficina com Obreiros úteis e dedicados, e que suas colunas permaneçam ativas para sempre!

Via Ir. Max Cleberson
Fonte: http://www.gobgo.org.br/detalhes_noticia.php?idnt=322

segunda-feira, 12 de maio de 2014

Freemason's Hall - UGLE




Concluído em 1933, como um memorial aos maçons que morreram na I guerra mundial, é um dos mais belos edifícios Art Deco na Inglaterra.

O Grande Templo tem a capacidade para 1700 pessoas e existem 21 templos no complexo, 1 biblioteca e museu bem como áreas administrativas. O edifício é totalmente aberto ao público e é o cenário perfeito para diversos eventos já realizados, incluindo:

- Lançamento de produtos
- Desfiles de Moda
- Recepções
- Jantares dançantes

Foi palco de evento para lançamento de diversos filmes, como "O Guia do Mochileiro da Galáxia", "King Kong" e Monty Python.

http://www.ugle.org.uk/freemasons-hall/hiring-freemasons-hall

terça-feira, 6 de maio de 2014

Maçonaria Contra as Drogas e a Favor da Vida - Em Montes Claros/MG


O Norte de Minas ganha mais um instrumento de prevenção e combate às drogas: a Campanha “Maçonaria Contra as Drogas e a Favor da Vida”. Realizada a nível nacional pelo Grande Oriente do Brasil desde o ano de 1995, a campanha será lançada em Montes Claros, quando se instalará um núcleo regional. Os montes-clarenses conhecerão o projeto e conhecerão o modelo implantado em Goiás, com a criação do Centro de Referência e Excelência em Dependência Química (Credeq), para tratamento de viciados em drogas. Esse projeto foi transformado em Política Pública naquele Estado. O Grão-Mestre Geral-Adjunto, Eurípedes Barbosa Nunes, apresentará o Credeq, que ajudou a criar em Goiás.

O projeto, no Norte de Minas, é iniciativa da 2ª Coordenadoria Regional da Congregação do Grande Oriente do Brasil – Minas Gerais. A primeira reunião de apresentação da campanha “Maçonaria Contra as Drogas e a Favor da Vida” será realizada nessa quinta-feira, às 20 horas, na Loja Maçônica Estrela do Norte, na Vila Regina, somente para os maçons. Na sexta-feira será apresentado às 9 horas, para a comunidade, em reunião no salão da Loja Maçônica Apóstolos da Galileia, ao prefeito Ruy Muniz e aos gestores municipais de Saúde, Desenvolvimento Social, Defesa Social e Conselho Municipal de Alcool e Outras Drogas (Comad), além das polícias Civil, Militar e Federal.

O presidente da 2ª Coordenadoria Regional da Poderosa Congregação do GOB-MG, Olimpio Antônio Maia Abreu, esclarece que, apesar de criada desde 1997, a Campanha “Maçonaria Contra as Drogas, a Favor da Vida” nunca tinha sido implantada no Norte de Minas e, por isso, tomou a iniciativa de criar esse núcleo em Montes Claros e, na etapa seguinte, em todas cidades onde exista loja maçônica vinculada ao GOB. Na sexta-feira deverá ser apresentado em Janaúba, no evento de comemoração dos 50 anos da Loja Maçônica Deus, Paz e Liberdade.

O Programa Maçonaria Contra as Drogas e a Favor da Vida é uma proposta de reflexão que desmistifica a questão das drogas e inicia a discussão abordando a mais perigosa das drogas, muito presente na família, que é o álcool. “É opinião unânime entre especialistas e estudiosos dos problemas de drogas que o melhor combate ao seu uso é a prevenção, o que significa impedir, dispor com antecipação, tudo aquilo que pode ser feito ou empreendido antes que a droga chegue. Esse é o compromisso do Grande Oriente do Brasil, dos Grandes Orientes Estaduais em todos os Estados brasileiros e das Lojas Maçônicas em mais de 2 mil municípios. Uma campanha que cada vez mais se estrutura, não centrada em histórias tristes de ruínas e na mensagem da droga em si. É compromisso em favor de uma vida saudável” – salienta o manifesto maçônico.

Assim é que o trabalho educativo, humano e pedagógico do Grande Oriente do Brasil tem sido praticado e recebido por várias instituições públicas, federais, estaduais e municipais; particulares e científicas. Trata-se de um movimento aberto, democrático e que conclama homens e mulheres, maçons ou não, a dele participarem, a se tornarem multiplicadores de uma causa em favor da Família, Escola e Comunidade. “Estamos permanentemente construindo um instrumento de capacitação ao trabalho de prevenção ao uso de drogas. Colocamo-nos à disposição de toda a comunidade brasileira, fazendo um chamamento para que juntos coloquemos em prática ações constantes e abrangentes que se apoiem em educadores naturais, que são pais, professores, líderes comunitários e outros” – destaca o projeto. Procuramos enfocar o assunto Droga com segurança, competência, verdade, abertura e espontaneidade, transmitindo noção clara de que o assunto deve ser abordado em casa, na escola, especialmente no diálogo entre pais e filhos, professores e alunos”.

É muito importante chamar a família, o adulto e colocá-lo no centro da discussão, mostrando que o jovem não é causa e sim vítima de um mundo, de um meio social, de um ambiente em que o adulto cultua a droga. Se o adulto não mudar esse modelo de vida que oferece, o adolescente terá dificuldades em não cair na sedução do uso. Pais e Educadores só podem desestimular o uso de drogas através do exemplo, da coerência, da alegria de viver, usufruindo as coisas boas da vida, mostrando que é possível resistir a desconfortos, dores ou distúrbios emocionais sem usar drogas para fugir da realidade. A nossa clientela principal é o adulto, na figura de pais, professores e líderes comunitários, pois, como pontos de referências positivas, serão recebidos como exemplos para a vida dos jovens.

Fonte: Gazeta Norte Mineira

segunda-feira, 5 de maio de 2014

Sessão de Posse do GM Templário em Edimburgo - Escócia



Fomos recebidos com muito carinho e alta Honraria, pois somos os detentores da Espada Templária Mundial, que está no Brasil. Graças ao trabalho magnífico de um Grupo, capitaneado pelo nosso GM Templário, Wagner Veneziani Costa.

Temos novidades, boas novidades para o bem de todos os Irmãos Brasileiros.

Muitos não acreditavam em nós, e vamos levar muitas coisas legais para o Brasil. Cumprimos o nosso dever. As notícias são excelentes, melhor impossível...

Segura Brasil!

Via Em. Ir. Douglas Cetertick

Clique aqui para ver mais fotos!







domingo, 4 de maio de 2014

Loja Maçônica de Extremoz/RN é covardemente incendiada




Venho aqui informar o fato lamentável que ocorreu no feriado da Semana Santa, pelas informações o ocorrido se deu da quinta para a sexta feira. Numa atitude insana, covarde, digna de vagabundos da pior estirpe (por que isso deve vim de berço)... alguém ou algumas pessoas puseram fogo... isso mesmo, INCENDIARAM o Templo da ARLS Pedro Alves Pinheiro 3918 - do Oriente de Extremoz/RN.


Atearam fogo em instrumentos necessários pra o desenrolar ritualístico das reuniões, roubaram eletrodomésticos e alguns instrumentos de trabalho ritualístico. Como pode algo dessa forma acontecer??? Uma loja de obreiros responsáveis, de bem, amigos e acima de tudo... IRMÃOS da melhor qualidade! Estive mês passado nesta loja com a companhia do nosso ir. Wong Lo e pudemos comprovar como são valorosos os que fazem aquela Loja.

Venho aqui meus IIr. , sei que muitas postagens aqui não são comentadas, curtidas e quem sabe até levadas a sério por muitos, porém, peço, rogo... para que todos possam ajudar sem nos esquecer que somos um só. De antemão, me coloco a disposição para os IIr. da Pedro Alves Pinheiro, da mesma forma que estive para qualquer outra Loja.

Peço o apoio para os manos do Bodes do Asfalto, grupo do qual nosso saudoso ir. Zulu era membro! Vejam as imagens e se coloquem no lugar dos ir., assim teremos como sentir um pouco a dor dos que estão construindo a loja com o suor de seus braços, assim como várias lojas que temos aqui no RN qu foram construídas com muito suor e sacrifício.

Marcello Marroquim Borinato - MM
Membro das ARLS União Natalense e Aurora do Oriente
Natal/RN
borinato@live.com

Fonte: Grupo Maçons do RN, autorizado pelo autor.