quarta-feira, 13 de abril de 2016

LANÇAMENTO DA PEDRA FUNDAMENTAL DA LOJA LIBERDADE E UNIÃO


A Loja Maçonica Liberdade e União, primeira do Oriente de Goiânia e que tem como Venerável Mestre o Irmão Gesmar José de Oliveira, ritualisticamente lançou a pedra fundamental de sua nova sede e templo, acontecida no dia 2 de abril,    com as presenças de varias autoridades maçônicas, entre elas o Eminente Grão-Mestre do Grande Oriente do Estado de Goiás Luís Carlos de Castro Coelho Irmãos, cunhadas, sobrinhos e visitantes, ultrapassando cem pessoas. Destaque para as cunhadas da Fraternidade Cruzeiro do Sul Filhas de Hiram e da Fraternidade Feminina Estadual, com a sua presidente Janine Gomes de Gouveia Coelho.

O Venerável Mestre Gesmar José de Oliveira informa que a construção em área coberta alcançará cerca de 1600 metros quadrados, em dois pavimentos e uma área externa de estacionamento alcançando 3 mil metros, com previsão para conclusão nos próximos 12 meses. O projeto em suas etapas é parceria com a Fraternidade e Assistência de Menores Aprendizes, instituição que é integrada somente pelos Irmãos da Oficina. Foi montada uma comissão de construção, composta por Irmãos profissionais da engenharia, presidida pelo Irmão Alberto Sobrinho e supervisionada pelo Venerável Gesmar José de Oliveira e diretoria.

A Loja Liberdade e União é histórica, fundada em 1934, constando em seu quadro figuras as mais proeminentes desde a fundação da capital goiana. Jair Assis Ribeiro, que por 10 anos foi Soberano Grão-Mestre, pertenceu ao seu quadro. O Grão-Mestre do Grande Oriente do Estado de Goiás, Luís Carlos de Castro Coelho, foi dela Venerável por dois mandatos.

PARABÉNS IRMÃOS DA LOJA LIBERDADE E UNIÃO DE GOIANIA

PARABÉNS IRMÃO GESMAR JOSÉ DE OLIVEIRA

Fotos do Irmão Daniel Duarte, secretário de interior e Relações Publicas do GOEG

terça-feira, 12 de abril de 2016

SER HONESTO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NÃO É UMA VIRTUDE, É ANTES DE TUDO UM DEVÉR - Artigo n° 269 - Barbosa Nunes


O Grande Oriente do Brasil, muito equilibrado, sem nenhum levante ou desobediência aos parâmetros cívicos e democráticos, se posiciona ao reencontro de um novo caminho, em respeito às instituições e volta do país à normalidade, sem quebrar o previsto na Constituição Brasileira, é uma instituição que nasceu para a Independência da Pátria.

Prestes a completar 200 anos, no próximo 2022, vem nos momentos atuais, sob a liderança do Grão-Mestre Geral, Marcos José da Silva, tomando posições avançadas e em sintonia com o povo maçônico. Exemplo disto é a lei da "Ficha Limpa", que foi projetada por Márlon Reis, maçom que mobilizou a sociedade brasileira na coleta de assinaturas para sua aprovação. Na sequência oficializou apoio ao Ministério Público Federal, buscando novamente assinaturas a favor do projeto "10 Medidas Contra a Corrupção".

Agora no mês de março, juntamente e com o respaldo dos Eminentes Grão-Mestres Estaduais de todo país, pelo Grão-Mestre Geral, com muita honra histórica, também por mim, como Grão-Mestre Geral Adjunto e corroborado pela Assembleia Federal Legislativa Maçônica, foi assinado o "Manifesto do Grande Oriente do Brasil pela moralidade da Gestão Pública", posicionamento de apoio à Operação "Lava-jato", assim exposto aos integrantes do GOB e à sociedade brasileira.

"APOIAR a "Operação Lava Jato", que diuturnamente revela à população brasileira, atos de corrupção e graves desvios éticos e morais, com repercussão direta na administração pública federal".

Prossegue: "Os fatos amplamente noticiados e apurados até aqui demonstram a contaminação de serviços e atividades públicas, formada por uma rede que pautou suas condutas contra o interesse público, em claro prejuízo e desserviço, não somente às Instituições Republicanas, mas sobretudo à sociedade e, em especial, aos menos favorecidos e carentes de educação, saúde, segurança pública e infra-estrutura com qualidade.

As propinas que brotam das licitações conduzidas e que alimentam as campanhas políticas, não saem unicamente das empresas envolvidas, mas indiretamente do bolso de cada brasileiro, que paga seus impostos por um serviço deficitário e às vezes inexistente em muitas cidades.

Sabemos que não existe lei que faça qualquer indivíduo ser honesto, pois isso é uma questão de princípio e na administração pública não é uma virtude ? é antes de tudo um dever, razão pela qual manifestamos o irrestrito APOIO aos Órgãos Federais, especialmente à Polícia Federal, ao Ministério Público Federal e ao Poder Judiciário Federal.

A todos os seus dignos representantes, diretamente envolvidos e comprometidos com o dever de investigar e aplicar a lei, indistintamente e independente de partido, ideologia ou condição social. Aos que praticaram esses crimes lesivos contra o povo brasileiro, devendo ser fomentado o absoluto respeito às instituições democráticas de Estado.

Temos a convicção que a partir da resolução desses episódios da vida pública, reencontraremos o caminho da República que todos desejamos para a estabilidade democrática, o respeito e a prática dos princípios da administração pública, o equilíbrio da economia e o bem-estar do povo".

Este é o teor claro, transparente do histórico Grande Oriente do Brasil, sempre presente em momentos decisivos e muito colaborando para o caminhar normal do nosso país, em documento assinado pelos Grão-Mestre Geral, Adjunto e Grão-Mestres Estaduais assim identificados.

Adalberto Aluizio Eyng (GOB-Santa Catarina), Américo Pereira da Rocha (GOB Espírito Santo), Antônio Francisco dos Passos (GOB-Mato Grosso), Antônio Pinheiro Barbosa Braga (GOB-Rio Grande do Norte), Armando Correa Júnior (Grande Oriente do Estado do Amazonas), Benedito Marques Ballouk Filho (Grande Oriente do Estado de São Paulo), Benilo Allegretti (Grande Oriente do Estado do Mato Grosso do Sul), Daury dos Santos Ximenes (GOB-Pernambuco), Derli Klusener (Grande Oriente do Estado de Alagoas), Édimo Muniz Pinho (GOB-Rio de Janeiro), Eduardo Teixeira Rezende (GOB-Minas Gerais), Geraldo Alves dos Santos (GOB-Paraíba), Geraldo Bento França (Grande Oriente do Estado do Tocantins), João Soares Gomes Filho (Grande Oriente do Estado do Maranhão), Jorge Pedron de Las LLanas (GOB-Rio Grande do Sul), José Antônio Dias Soares (Grande Oriente do Estado do Piauí), José Rodrigues Teles (Grande Oriente do Estado do Acre), Juraci Jorge da Silva (Grande Oriente do Estado de Rondônia), Lourival Mariano de Santana (GOB-Sergipe), Lucas Francisco Galdeano (Grande Oriente do Distrito Federal), Luis Carlos de Castro Coelho (Grande Oriente do Estado de Goiás), Luiz Rodrigo Larson Carstens (GOB-Paraná), Moacir Terrin Pereira (Grande Oriente do Estado do Pará), Raimundo Nonato Rodrigues Coelho (Grande Oriente do Estado de Roraima), Roberto Rocha Araújo (GOB-Ceará), Silvio Souza Cardim (Grande Oriente do Estado da Bahia) e Valdim Pereira de Souza (Delegado do GOB-Amapá).

Grande Oriente do Brasil, instituição essencialmente progressista e evolucionista, cujos fins supremos são, Liberdade, Igualdade e Fraternidade.


Barbosa Nunes, advogado, ex-radialista, membro da AGI, delegado de polícia aposentado, professor e maçom do Grande Oriente do Brasil - barbosanunes@terra.com.br





quarta-feira, 6 de abril de 2016

LOJA CAVALEIROS DE AÇO FAZ SUA PRIMEIRA INICIAÇÃO


A Loja "Cavaleiros de Aço" 4354, do Oriente de Goiânia, presidida pelo seu primeiro Venerável, Wolney Barros, integrada em sua maioria pelos "Bodes do Asfalto", foi muito prestigiada em uma sessão concorrida no dia, 30 de março, quarta feira, quando realizou sua primeira iniciação. Recebeu o candidato RODRIGO MACHADO, em uma sessão com 98 presentes de 41 Lojas, com as presenças dos Grão-Mestre Geral em exercício, irmão Barbosa Nunes, Grão-Mestre Estadual Luis Carlos de Castro Coelho, Sapientíssimo irmão presidente da Assembleia Federal Legislativa, Múcio Bonifácio, grande número de irmãos da Sereníssima Grande Loja, deputados federais, estaduais, secretários estaduais e assessores, Veneráveis Mestres, Mestres Instalados, Aprendizes e Companheiros.

No salão social houve um jantar, antecedido por homenagem à cunhada e família do novo maçom.

Fotos Daniel Duarte, Secretário Estadual de Interior e Relações Públicas do GOEG

sexta-feira, 1 de abril de 2016

Capítulo DeMolay arrecada mais de uma tonelada de alimentos



No último dia 20, O Capítulo “União da Alta Paulista” - Nº 682 da Ordem DeMolay, realizou com sucesso o tradicional “Arrastão da Solidariedade 2016”.

Todos os anos, no mês de março, os jovens do Capítulo DeMolay, realizam em uma cidade, e esse ano foi em Dracena, o arrastão solidário, que tem como objetivo arrecadar alimentos não perecíveis, para serem doados às instituições assistenciais da cidade.

O projeto foi realizado em parceria com os jovens do Interact Club, Rotaract Club e Leo Club de Dracena, nos bairros do Palmeiras, São Cristóvão e Parque Dracena, onde conseguiram arrecadar mais de uma tonelada de alimentos.

A Ordem DeMolay, é uma instituição patrocinada pela maçonaria, para jovens do sexo masculino, com idade entre 12 e 21 anos, que tem como um de seus objetivos, a prática da filantropia e auxílio aos mais necessitados. Além desse objetivo, os jovens são norteados pelas 7 virtudes da Ordem, que são: Amor Filial, Reverência pelas Coisas Sagradas, Cortesia, Companheirismo, Fidelidade, Pureza e Patriotismo.

O código de ética de um DeMolay, diz que ele tem que respeitar e praticar alguma religião; honrar e respeitar todas as mulheres; amar e honrar os seus pais; ser honesto e leal a seus amigos.

O Capítulo “União da Alta Paulista”, é patrocinado pelas Lojas Maçônicas de Tupi Paulista, Dracena e Panorama, conta atualmente com mais de 30 membros, é presidido pelo jovem Caique da Silva Muniz, e supervisionado por um Conselho Consultivo formado por maçons, que é presidido por Nivaldo Dias Neves.